Oil Pulling: como e porque fazer bochecho com óleo de coco

Marcela Rodrigues -

Oil Pulling: autocuidado com a imunidade (Foto: a Naturalíssima)

Cuidar da saúde bucal está entre os rituais matutinos da maioria das pessoas. E embora o brasileiro seja um dos povos que mais vai ao dentista, por aqui o Oil Pulling ainda não é muito popular. Ainda vejo reações de repulsa quando conto que, todos os dias ao acordar, faço, em jejum, um longo bochecho com óleo de coco. Uma pena, os benefícios para a saúde são tantos.

O que é

A técnica consiste em fazer bochechos com óleos vegetais para eliminar bactérias e toxinas armazenadas na boca que, tantas vezes, são responsáveis por doenças inflamatórias. A sensação é de pura limpeza. No livro “Oil Pulling Therapy” o médico Bruce Fife explica que o óleo é capaz de atravessar as placas e remover as toxinas sem perturbar os dentes ou as gengivas. Aliás, não é á toa, é possível que você também possa se deparar com o termo terapia de óleo de tração.

Esse ritual de higiene é antigo que é bem comum entre os adeptos da Ayurveda (sistema milenar de medicina indiana), círculo onde é chamada de gandusha. Aliás, o Instituto Indiano de Ciência, tem estudos com resultados positivos acerca desse ritual de higiene. Um deles, de 2011, mostrou que adolescentes que praticaram por dez dias apresentaram uma drástica redução de placa, gengivite e micro-organismos na boca. Há quem diga até que a técnica ajude a clarear os dentes, mas não há nenhuma evidência científica sobre isso.

O uso do óleo o de coco é o mais comum – talvez pelas potentes propriedades antibacterianas que ele tenha -,mas é possível usar outros óleos vegetais, como o gergelim.

Como fazer o Oil Pulling

Antes de tudo raspe a língua para remover o excesso de toxinas que podem ter se acumulado durante à noite (língua toda esbranquiçada ou amarelada = toxinas acumuladas). Se você não tiver um raspador, use uma colher e passe no centro da língua delicadamente.

Ainda em jejum, coloque duas colheres do óleo escolhido na boca e faça o bochecho por 15 minutos ou até o maxilar começar a doer. Ficou incomodo, pare. Depois, cuspa tudo (de preferência no lixo e não na pia), afinal o líquido estará cheio e bactéria e placas. O óleo ficará mais espesso e leitoso ao se misturar à saliva durante esse período. E deverá estar branco-creme quando cuspir.

Se sentir necessidade, ao terminar, faça um bochecho com água. Aí você já pode comer ou escovar os dentes como você costuma fazer.

Lembro que escolher boas fórmulas – do creme dental ao enxaguante bucal – também faz diferença para manter a rotina de higiene bucal consciente. Já falei disso e até indiquei alguns produtos que gosto aqui.

0 Comentários

O que achou? Conte pra gente!