Guia da pia ecológica: fórmulas biodegradáveis e dicas que reduzem o desperdício

Marcela Rodrigues -

As químicas presentes nos detergentes, desengordurantes e nas fórmulas multiuso convencionais removem qualquer resíduo. Não há gordura que resista. Mas a pele também sofre, as alergias aparecem (muitas vezes sem sinais de que esta seja a causa) e o pior: tem um imenso impacto ambiental. Enquanto isso, esponjas sintéticas e “paninhos de pia” são usados à exaustão, formando outro grupo de poluentes que resultam de nossos hábitos do dia a dia.

Tem solução? Sempre teve. Mas a boa notícia é que, agora, as substituições estão mais eficazes e acessíveis. Marcas brasileiras tem nascido exclusivamente com fórmulas minimalistas e feitas a partir de processos ecológicos, enquanto algumas trocas podem ser feitas com itens que já usamos para outras funções. Fazer os próprios produtos requer tempo, mas também é uma alternativa do bem.

Neste guia, confira alguns caminhos para tornar a tarefa de manter a pia em dia menos agressiva para o meio ambiente e para a sua saúde – sem deixar de ser prática, claro!

{Às compras: fórmulas hipoalergênicas e ecológicas}

O Lava Louças, um detergente hipoalergênico da linha Sensitive, da Biowash, é dermatologicamente testado, tem formulação vegetal, biodegradável e livre de  componentes petroquímicos. Certificado pelo IBD, ainda contém aloe vera orgânica certificada, ativo que tem ação hidratante. Ele é produzido no interior de São Paulo e custa, em média, R$ 13,90 (650 ml). Minha experiência: depois de alguns testes concluí que, por ser um produto bem concentrado, vale diluir um pouco em água (faço na palma da mãos mesmo). Percebi que essa atitude fez o produto render muito mais.

 

A Biowash tem também um Limpa gorduras (R$ 21,80 – 650 ml), cuja fórmula é bem mais minimalista e menos nociva que as convencionais, e pode ser aplicado em fogões, fornos, exaustores, grelhas, frigideiras , etc…Minha experiência: testei em diversos resíduos, inclusive sem luva (hábito que tinha antes e, com esse tipo de fórmula, relaxei) e não senti a mão repuxando e as unhas agredidas. E funciona muito bem!

Também gostei do Multiuso Perfumado da BIOZ Organic, outra marca nacional ecológica e cujas fórmulas são livres de petroquímicos. Minha experiência: ele pode ser aplicado em qualquer tipo de sujeira  (do painel de TV ao banheiro). Sabe aquele apertinho na garganta quando se limpa casa com produto tóxico? Então, não tem! É bem confortável de usar.

{Sai a esponja sintética, entra a bucha vegetal}

Bucha vegetal para lavar louças: eficácia com zero lixo

Sabe a esponja vegetal, aquela de banho? Essa mesma.  Ela substitui muito bem a  versão sintética (aquela que é amarelinha de um lado e verde do outro, e tem uma reciclagem bem complicada). Ela dura até um pouco mais que a convencional. A diferença é que, após o descarte, não é mais um pedaço de plástico boiando no oceano.
Atenção: a bucha – qualquer tipo – quando fica muito tempo molhada se torna um local propício para a  proliferação bactérias. Eu costumo deixar a minha no sol sempre que dá, pois assim ela seca  entre uma lavagem em outra. Também já segui a dica de deixá-la molhada por 20 segundos no micro-ondas para esterilizá-la por completo – mas somente sem nenhuma parte metálica podem passar por esse processo.

{Flanela reciclada}

Flanela fruto de processo sem utilização de água e aditivos químicos

Meus paninhos de pia (tem outro nome?! rs) são todos ex-pano de pratos que, de velhos, perderam a função de enxugar a louça. Os de tirar pó e limpar vidros também. Reaproveitar é sempre a melhor opção. Mas, quando a necessidade de comprar algo novo surge é a oportunidade de fazer uma escolha. Foi assim que cheguei à flanela de algodão reciclado e garrafa pet, da Positiva, que vem de um processo sem utilização de água na fabricação, além de ser livre de corantes químicos. Para higienizar, basta ferver o pano em água com limão (uma tampa de multiuso potencializa o processo).

{DIY: detergente biodegradável}

Faça você mesma: detergente natural (Foto: Caio Ramalho)

Porque não fazer o próprio detergente sustentável e multifuncional – que lava a louça e a roupa? Neste post, ccompartilhamos o tutorial de um detergente natural e biodegradável que pode ser feito em casa. A fórmula veio direto do ateliê da estilista Flavia Aranha, especialista em roupas com tingimento natural e algodão orgânico. Segundo ela, essa fórmula não agride o tecido, evitando o desbotamento precoce. No mais: é fácil (mas requer cuidado), acessível e render bastante!

{Dicas para economizar água e tempo na hora de lavar a louça}

1- Retire, manualmente – com a ajuda de um dos talheres sujos ou guardanapo usado – o excesso de comida.
2-  Organize por ordem de sujeira: comece a lavar as peças mais limpas, enquanto as mais engorduradas aguardam no fundo da pia. Assim, a água usada nas primeiras vai caindo sobre as próximas,  já removendo um pouco dos resíduos mais difíceis de tirar.
3- Dilua o detergente: coloque um pouco de detergente em uma vasilha com água Depois, um pouco de sabão.  Essa atitude poupa água e produto.
4-Aproveite a água do enxágue das últimas peças para limpar o interior da pia.
4- O óbvio: feche a torneira enquanto não enxágua nenhum item.

2 Comentários
  • Carol Tatsch

    Responder

    Sabe me dizer, se os produtos acima são testados em animais?

    • Marcela Rodrigues

      Oi, Carol. Pelo que sei, não! Pelo que sei – e por isso uso -são todos ecológicos, além da fórmula minimalista e biodegradável, com uma produção justa e não testada em animais. Um beijo

O que achou? Conte pra gente!