Marianne Brepohl: a mente por trás do Lapinha SPA

Marcela Rodrigues -

Marianne Brepohl cresceu vendo a família administrar a Lapinha, primeiro SPA médico do Brasil, criado há mais de 40 anos por sua bisavó. O lugar é reconhecido por seguir os pilares da medicina naturista, com terapias personalizadas, especialistas 24 horas, e  alimentação orgânica produzida na fazenda aonde se localiza o SPA. O espaço, localizado em Lapa, a 85 km de Curitiba, atrai pessoas do país todo, inclusive muitas famosas como a top Ana Beatriz Barros e a atriz Deborah Secco. Mariane passou vida vivenciando essa filosofia saudável, adotado por toda a família.

Aos 30 anos, além de diretora de marketing do SPA – hoje premiadíssimo-, ela é uma expert em bem-estar, saúde e beleza. Não à toa ela integra o seleto grupo de jurados do World Spa Awards, premiação que elege o melhor spa do mundo! Do tipo que se divide entre a agitação cultural da cidade grande e a paz da Lapinha, ela ainda passa boa parte do ano viajando em contato com outras culturas e em busca de novidades em relaxamento e cura holística.  Superconectada, suas descoberturas, aliás, estão no Lift Blog.

Marianne Brepohl _ diretora de mnarketing Lapinha spa (6) (2)

Aqui, ela conta o que a fez largar a promissora carreira na área de marketing em São Paulo para cuidar do SPA, além de segredinhos de beleza – claro!

Sua bisavó criou o negócio há mais de 40 anos. Como foi crescer em um SPA?
Meus pais já tinham herdado a Lapinha quando nasci. Minha infância foi no Equador, mas com direito a um mês de ferias por ano na Lapinha: comendo a comida orgânica de lá, fazendo massagens e conversando com os hóspedes. Lembro-me da piscina coberta sendo construída e de sonhar com as férias do próximo ano para poder nadar nela.

Você teve uma infância saudável?
Minha mãe e pai adotaram o estilo Lapinha dentro de casa. Nunca tinha refrigerante, a salada era o prato principal e doce eram liberados apenas em festas. E ainda tinha horário para dormir. Era uma rotina natural, e não sentia nada forçado. Mas, confesso, às vezes passava vergonha com amigas que iam em casa e não comiam verduras ou salada. Elas eram obrigadas a pelo menos experimentar.

Lapinha: o SPA queridinho das famosas

Lapinha: o SPA queridinho das famosas

Você estudou marketing e trabalhou em grandes empresas, como Toyota e Credicard. Foi o dever de herdeira ou a busca pelo bem-estar que falou mais alto?
Eu estava em plena ascensão na carreira quando decidi investir tempo para ir estudar MBA fora do Brasil. O investimento é alto e define muito a tua carreira. Foi quando meu pai me convidou a assumir a gerencia de marketing da empresa para testar se eu não teria interesse de um dia assumir a Lapinha. Assumir o negócio foi uma combinação de fatores.  Teve o fato de ser  herdeira, mas também a visão de um negócio maravilhoso. Outra coisa foi a falta de coerência que o ritmo das multinacionais ditam – “viva para o trabalho” – e uma procura para reencontrar valores de bem-estar que perdi vivendo por 10 anos consecutivos numa cidade grande como São Paulo.

{ Um truque saudável: “água morna com um limão espremido antes do desjejum.” }

Você está sempre viajando para buscar novidades para o SPA. O que tem de bacana para  contar?

Minha bisavó viajou para a Suíça para se inspirar em construir a Lapinha na década de 60. Herdei essa busca dela. Nas minhas viagens o que mais me encanta é conhecer as instalações, mas principalmente sentir o diferencial dos serviços. Até o mais belo dos SPAS perde seu encanto se você não é tratada da forma personalizada e amorosa. Gosto de conhecer as culturas e como cada uma delas interpreta “personalized customer services”…. Por exemplo, na Índia e Tailândia o espírito de servir o teu Deus interno é sentido em todos os detalhes. Até assusta por ser demasiado submissão!

O que mais te inspirou na India na Tailandia?
Os rituais. Pequenos detalhes que transformam uma massagem em uma linda experiência única.

Você é mais cosmopolita ou mais da natureza?
Sou uma bela mistura. Não vivo sem o urbano, mas preciso voltar à natureza para me reequilibrar.

A vista noturna

A vista noturna

Quais as atividades que os hóspedes mais gostam na Lapinha?

O grande sucesso da Lapinha são as caminhadas matinais. Caminhar ao amanhecer no meio da natureza sem muita interação humana (sem carros e em estradas de terra) fazem estes passeios um dos hits da Lapinha. Mas a Terapia Tailandesa, com o Wilmar, e a TOI, com a Aquico, são as minhas terapias prediletas. Me dou o luxo de fazer de tudo um pouco. Uso a estética para fazer máscaras, limpezas de pele e tratamentos de relaxamento.

{ “Se privar de tudo libera stress que envelhece” }

Como é a sua alimentação?
Saudável. Amo salada, frutas, verduras e produtos integrais. Chás e água fazem parte da minha rotina diária.

A gastronomia da Lapinha é superconhecida. Quais pratos mais gostas da Lapinha?
Sou loucamente apaixonada pela Sopa de Tomate ( ela deu a receita, aqui! ). Me prato predileto. Dos pratos modernos, me alegro quando tem feijoada vegetariana. Simplesmente incrível.

Sopa de Tomate da Lapinha - ela deu a receita!

Sopa de Tomate da Lapinha, prato preferido de Marianne no SPA – ela deu a receita!

E como é a sua relação com o consumo? Coloca os pilares do SPA para esta área também?
Tenho uma vida bem desapegada e contra consumo em excesso. Claro que todas nos amamos ter alguma roupa nova, mas para o mundo ser sustentável e nossos filhos terem alguma chance neste mundo, temos que frear o consumo. Já  faz fazem três meses não compro nada e aposto em troca e second-hand. A sustentabilidade que é um pilar forte da Lapinha esta muito enraizada dentro de mim.

Um truque saudável?
Tomar água morna com um limão espremido antes do desjejum.

Quais são seus segredos/cuidados com a beleza?
Cremes, alimentação e não radicalismo. Se privar de tudo libera stress que envelhece. Viver de forma saudável, sim, mas sem neurose.

0 Comentários

O que achou? Conte pra gente!